Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Debaixo Da Língua

Debaixo Da Língua

A rainha Vermelha de Victoria Aveyard

Rainha_Vermelha_CAPA.jpg

 

Sinopse

O mundo de Mare, uma rapariga de dezassete anos, divide-se pelo sangue: os plebeus de sangue vermelho e a elite de sangue prateado, dotados de capacidades sobrenaturais. Mare faz parte da plebe, os Vermelhos, sobrevivendo como ladra numa aldeia pobre, até que o destino a atraiçoa na própria corte Prateada. Perante o rei, os príncipes e nobres, Mare descobre que tem um poder impensável, somente acessível aos Prateados. Para não avivar os ânimos e desencadear revoltas, o rei força-a a desempenhar o papel de uma princesa Prateada perdida pelo destino, prometendo-a como noiva a um dos seus filhos. À medida que Mare vai mergulhando no mundo inacessível dos Prateados, arrisca tudo e usa a sua nova posição para auxiliar a Guarda Escarlate – uma rebelião dos Vermelhos – mesmo que o seu coração dite um rumo diferente. A sua morte está sempre ao virar da esquina, mas neste perigoso jogo, a única certeza é a traição num palácio cheio de intrigas. Será que o poder de Mare a salva... ou condena?

 

Opinião dela:

Opinião geral? Gostei muito do livro! Ao ínicio é um pouco confuso, até porque é dada muita informação sobre os diferentes tipos de prateados existentes, mas quando comecei realmente a acompanhar a história... bem fiquei realmente envolvida!

Todo o ambiente criado recorda-me um pouco o livro "Jogos de Fome" da autora Suzanne Collins, uma vez que há completa distinção entre dois tipos de classe: a alta - prateados- e a baixa - vermelhos. Estas distinção deve-se à diferença na cor de sangue e nas capacidades que as classes apresentam, uma vez que os prateados são dotados de diversos tipos de poderes que os tornam quase deuses aos olhos dos vermelhos.

Mare Barrow é a protagonista desta saga e pertence ao povo, contudo, tal como é dado a entender na sinopse, a sua vida vai dar uma volta de 180º, o que a vai levar mesmo para o centro daqueles que mais odeia. Agora compete-lhe ser uma princesa em todos os aspetos e suportar todas as mentiras em que se encontra envolvida.

Eu acompanhei esta história sentindo a frustração e ódio de Mare, assim como as emoções de outras personagens. Foi uma leitura fácil depois de começar a ganhar ritmo, a minha curiosidade levava a melhor, contudo ao mesmo tempo não queria chegar ao fim do livro. Quando finalmente cheguei ao final o meu coração despedaçou-se com a grande reviravolta que houve, nem queria acreditar que a história estava a levar realmente aquele sentido, e confesso que me senti enganada tal como Mare. Atenção que quando digo que fiquei despedaçada não foi devido a um mau final, pelo contrário, a volta que a autora deu à história só faz com que deseje mais proseguir para o segundo volume!

Relativamente a esse aspeto, em Portugal ainda só existe este volume (sendo que há quatro no total), porém está previsto que o 2º volume saia já dia 20 de Outubro! Por isso, para quem gosta deste género de livros, recomendo a sua leitura, uma vez que daqui a nada podem prosseguir com a história!

-J-