Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Debaixo Da Língua

Debaixo Da Língua

A rapariga de antes de J. P. Delaney

250x.jpg

Sinopse

«Por favor, faça uma lista de todos os bens que considera essenciais na sua vida.» O pedido parece estranho, até intrusivo. É a primeira pergunta de um questionário de candidatura a uma casa perfeita, a casa dos sonhos de qualquer um, acessível a muito poucos. Para as duas mulheres que respondem ao questionário, as consequências são devastadoras.

Emma: A tentar recuperar do final traumático de um relacionamento, Emma procura um novo lugar para viver. Mas nenhum dos apartamentos que vê é acessível ou suficientemente seguro. Até que conhece a casa que fica no n.º 1 de FolgateStreet. É uma obra-prima da arquitectura: desenho minimalista, pedra clara, muita luz e tectos altos. Mas existem regras. O arquitecto que projectou a casa mantém o controlo total sobre os inquilinos: não são permitidos livros, almofadas, fotografias ou objectos pessoais de qualquer tipo. O espaço está destinado a transformar o seu ocupante, e é precisamente o que faz…

Jane: Depois de uma tragédia pessoal, Jane precisa de um novo começo. Quando encontra o n.º 1 de Folgate Street, é instantaneamente atraída para o espaço — e para o seu sedutor, mas distante e enigmático, criador. É uma casa espectacular. Elegante, minimalista. Tudo nela é bom gosto e serenidade. Exactamente o lugar que Jane procurava para começar do zero e ser feliz. Depois de se mudar, Jane sabe da morte inesperada do inquilino anterior, uma mulher semelhante a Jane em idade e aparência. Enquanto tenta descobrir o que realmente aconteceu, Jane repete involuntariamente os mesmos padrões, faz as mesmas escolhas e experimenta o mesmo terror que a rapariga de antes.

 

Opinião dele

 

"A rapariga de antes" é um thriller psicológico que conta a história de duas mulheres: Emma e Jane. Este livro centra-se na mudança destas duas mulheres para uma casa deslumbrante, no entanto, nem tudo é um mar de rosas, o proprietário dita uma série de regras que os inquilinos têm de cumprir, e, antes de alugar a casa, os interessados têm de se submeter a um questionário e a uma entrevista presencial.

Ao longo do livro deparamos-nos com o dia a dia de duas mulheres diferentes, mas ambas com um passado perturbador. A leitura é super fluída fazendo com que o leitor não queira parar de ler.

O livro tem uma premissa fantástica e todo o trama é desenvolvido de uma forma brutal e assustadora porque ambas as raparigas tendem a cometer os mesmos erros. Contudo, o ritmo alucinante tende a abrandar, o que torna o final um pouco previsível. O paralelo entre o quotidiano da Emma e da Jane é fantástico e torna toda a narrativa assustadora porque as vidas cruzam-se de tal forma que por vezes é difícil distinguir qual delas esta a narrar.
No global é um bom livro e aconselho aos fãs do género.

Que segredo terá esta casa encantadora?

-L-