Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Debaixo Da Língua

Debaixo Da Língua

30-50-policial-thriller-mrec universitarios022019-mrec

Novidade Porto Editora - Acorde a sua alma e cure a sua vida de João Carlos da Costa

Acorde a sua alma e cure a sua vida 19 abril 2018.

 

 

Sinopse

«Quero ajudá-lo a voltar a escutar o seu coração.

Quero relembrá-lo que tem o poder de curar a sua vida.» Depois do sucesso do livro anterior, “O menino de Deus”, onde dava voz à problemática do autismo, João sente agora que tem de partilhar com o mundo o que tem aprendido sobre o caminho para a cura. Partindo dos desafios que enfrenta pela sua condição de autista, João reúne neste livro o que acredita estar por detrás da génese de muitas doenças. Repensar os hábitos alimentares, contactar com a Natureza, gerir as emoções, reduzir o stress e alterar padrões energéticos são alguns dos comportamentos que sugere que adotemos rumo a uma vida feliz e saudável. Com uma sensibilidade extraordinária e um poder intuitivo invulgar, este jovem autista tem como missão de vida ajudar os outros a despertarem para uma vida equilibrada e plena.

 

ISBN: 978-972-0-03056-6

Editor: Porto Editora, S.A.

Páginas: 176

Preço: 15.50€

Nas livrarias a: 29 de Março de 2018

 

Após o sucesso do livro "O Menino de Deus" (onde é abordado o percurso do autor enquanto autista e as lições que esta condição lhe ensinou), João Carlos da Costa, um jovem autista não-verbal que se expressa através da escrita e tem o sonho de se tornar um médico holístico, traz-nos agora o seu segundo livro "Acorde a sua alma e cure a sua vida", onde pretende ajudar os outros a alcançarem uma vida equilibrada e plena, recordando o papel ativo que qualquer pessoa pode ter na cura do Autismo.

Para além disso, com este livro, tenciona apoiar a associação liderada por Catarina Furtado - Associação Corações com Coroa, revertendo 0.50€ para a instituição por cada livro vendido. Vamos associar-nos a esta causa?

 

Sessão de Lançamento: dia 19 de abril, pelas 18:00, na Casa Allen, no Porto.

 

 

 

Novidade Porto Editora - DesCÃOplicar de Pedro Emanuel Paiva

Descãoplicar 29 março 2018.png

 

 

Sinopse

A amizade que se cria com um cão é especial e única. O cão conquistou um lugar de destaque nas famílias, diferente de qualquer outro animal de companhia. Como em todas as relações, também nesta surgem desentendimentos que é necessário trabalhar. Conhecer as necessidades reais do seu cão, a forma como aprende e comunica e o vínculo que podem estabelecer mudará para sempre o vosso convívio. Pedro Paiva, conhecido treinador canino, revela-lhe o seu método Pet B Havior, alicerçado em ferramentas positivas, jogos de diversão e estratégias simples e conscientes que o ajudarão a manter uma relação equilibrada e feliz com o seu cão. DesCÃOplique e consiga o relacionamento perfeito que sempre quis ter com o seu amiguinho de quatro patas. 

 

ISBN: 978-972-0-03052-8

Editor: Porto Editora, S.A.

Páginas: 184

Preço: 15,50 €

Nas livrarias a: 29 de Março de 2018

 

Tens um amigo de quatro patas e precisas de ajuda para o entender? Queres acabar com algum comportamento indesejado do teu companheiro canino? Não sabes quais são as necessidades reais do teu cão? "DesCÃOplicar" é o livro certo para ti! Cheio de estratégias positivas, simples e conscientes, este livro responde a todas as tuas dúvidas e ajuda-te a ter uma vida mais descomplicada com o teu amiguinho de quatro patas! 

Para além disso inclui ainda dicas sobre medicina veterinária, app com vídeos de treino exclusivos do autor e soluções para o Top 13 dos comportamentos indesejados mais comuns! Vais perder a oportunidade?

 

SESSÃO DE LANÇAMENTO: dia 7 de abril, às 16:00, no Palácio dos Aciprestes (Oeiras), numa sessão completamente pet-friendly e com presença do autor e apresentação a cargo de Nuno Eiró, Mónica Sofia e de Margarida Pinto Correia.

 

Sobre o autor

Pedro Emanuel Paiva é treinador canino profissional há 18 anos, o que lhe valeu o título de o «encantador de cães» português. É fundador/diretor da Associação Pet B Havior, tendo já participado em diversos projetos, como por exemplo, o projeto Intervenções Assistidas por Cães em escolas públicas com ensino especial. 

Desde 2015 que se encontra a desenvolver um protocolo de consultadoria comportamental animal em parceria com a Câmara Municipal de Oeiras e a Câmara Municipal de Gondomar, onde tem a seu cargo a formação a agentes de proteção civil e policiais. Para além disso, é atualmente coordenador do projeto de Terapias Assistidas com Cães a Crianças Vítimas de Cancro, pela Pet B Havior, em parceria com a Associação Princesa Leonor, a Fundação do Gil e vários agrupamentos de escolas públicas do concelho de Sintra.

É ainda possível assistir a algumas técnicas no programa televisivo “SOS DONOS EM APUROS”, na CMtv, onde Pedro Paiva analisa, seleciona e aborda casos reais de cães de companhia com problemas comportamentais.

Numa Floresta Muito Escura de Ruth Ware

Numa Floresta Muito, Muito Escura.jpg

 

 Sinopse:


NUMA FLORESTA MUITO ESCURA

Nora não vê a sua amiga Clare há dez anos. Desde que um dia saiu da escola e nunca mais voltou.

HAVIA UMA CASA ESCURA, MUITO ESCURA

Até que, de repente, chega um convite para a despedida de solteira de Clare. Será uma oportunidade para Nora, a solitária escritora, deixar o passado para trás?

E NA CASA ESCURA, MUITO ESCURA, HAVIA UM QUARTO ESCURO, MUITO ESCURO

Mas algo corre mal. Muito mal.

E NO QUARTO ESCURO, MUITO ESCURO...

Há coisas que não podem ficar escondidas para sempre.

 

Opinião dela

Este livro foi uma prenda que me foi oferecida no Natal e para ser sincera já tinha reparado nele anteriormente devido à sua capa e ao seu título fora do vulgar. Quando li a sinopse achei interessante, porém, como tinha interesse em ler outros livros primeiro, acabei por nunca mais pensar neste, até que ele me veio parar à mão por coincidência. No dia de Natal tive então a oportunidade de reler a sinopse e de voltar a entender o porquê de me ter despertado interesse: é um thriller cheio de mistérios relativamente ao passado das personagens!

Quando o comecei a ler a primeira coisa em que reparei foi na facilidade de leitura, uma vez que a escrita é fluida e simples, com bastantes diálogos e pouco descritiva (o que me agrada sempre). Também é um livro com uma história rápida, pois acontece em apenas um fim de semana, apesar de existirem capítulos a contar o passado (o que aconteceu até Nora despertar no hospital) e capítulos a narrar o presente (onde Nora enfrenta as adversidades de uma amnésia, uma morte e um interrogatório policial, sem saber quase nada sobre as restantes pessoas que se encontravam com ela na festa de solteira), até ao ponto em que ambos colidem e Nora toma consciência do que tem de fazer.

Na realidade, todo o livro apresenta uma aura de mistério, segredos e claustrofobia, já que as personagens convidadas para a festa de Clare não se conhecem propriamente, o local onde ficam é completamente isolado, existe sempre desconforto relativamente aos motivos de cada um e começam a acontecer situações que deixam o clima cada vez mais tenso, em especial com o comportamento de Flo, que é obcecada com Clare.

Ao longo do livro vão sendo feitas revelações que não ajudam em nada a melhorar o ambiente vivido, e que só nos fazem ficar mais desconfiados e tensos. Mas afinal o que aconteceu no passado entre Nora e Clare? Porque de repente ela foi convidada para a festa de despedida de solteira se não se falam vai fazer 10 anos? Pois bem, apesar de todo o mistério, quando cheguei ao fim do livro, fiquei ok… não adivinhei as situações, mas também não fiquei surpreendida…. O livro é interessante, mas acabei por achar tudo um pouco simples no final. Agora cabe-vos a vós ler e dizer o que acharam!

-J-

A Substância do Mal de Luca D’Andrea

250x.jpg

 

Sinopse

Jeremiah Salinger, um jovem guionista de televisão de Nova Iorque, muda-se com a mulher, Annelise, para Siebenhoch, uma calma comunidade isolada nas montanhas do Sul do Tirol, onde ela cresceu. Com eles, também, a filha, a precoce Clara, de cinco anos.

Fascinado pelas montanhas e pelas pessoas que ali vivem, Salinger começa a fazer um documentário sobre resgates na montanha. Mas, durante as filmagens, envolve-se num acidente assustador. Enquanto tenta esquecer a sua experiência traumática, descobre, por acaso, um facto sangrento que remonta há trinta anos: o massacre de três jovens ocorrido durante uma caminhada no desfiladeiro Bletterbach. O crime não tem um culpado e, na aldeia, ninguém quer falar sobre o assunto. Talvez porque, só de pensarem no sucedido, poderiam ressuscitar o horror ou então por serem tantos os que têm algo a esconder…

Apesar da crescente hostilidade que o rodeia, e da oposição de Annelise, Salinger começa a remexer no passado, penetrando cada vez mais profundamente no misterioso assassinato. Até descobrir a imprevisível e aterradora verdade.

 

Opinião dele

 

A Substância do Mal de Luca D´Andrea conta-nos as aventuras de um homem destemido. Jeremiah é o grande protagonista da história, é bondoso, leal, amável, bom pai e bom marido. No entanto, é louco por histórias e como tal nunca pode deixar uma aventura por contar, pois a sua vida depende desse ritmo louco e frenético que é a pesquisa pelas novas descobertas. Mas, devido à sua sede por descoberta, há uma pesquisa que o marca para o resto da sua vida.

Quando me deparei com este livro fiquei bastante entusiasmado com a premissa, queria compra-lo e lê-lo logo. Ao inicio achei estranha a maneira como a história é contada, toda a narrativa é diferente do habitual. A escrita, também, é bastante divergente dos demais livros do gênero, penso que é o ponto mais forte deste livro.

O livro demora muito a desenvolver e o ritmo é bastante lento e pastoso. Posso afirmar, que o desenrolar da história me desiludiu. Uma premissa tão boa, mas tão mal aproveitada. Não consigo comparar o autor ao Jo Nesbo, este último está “uns pontos” bastante a cima. Achei o livro oco de acontecimentos, acontece muita coisa, no entanto não é suficiente e torna tudo muito previsível. Em relação ao final, posso afirmar que é surpreendente, mas, não salva o livro. Fiquei triste, pois tinha grandes espectativas.

Será que Jeremiah não cumprirá com o prometido?

-L-

Os Pássaros no Fim o Mundo de Charlie Jane Anders

9789898869319.jpg

 

Sinopse

Patricia e Laurence tornaram-se amigos quando o resto da escola decidiu marginalizá-los: Laurence, por ser um geek dos computadores, e Patricia, por ser uma suposta bruxa que fala com animais. Mas a interferência das famílias e a ocorrência de circunstâncias muito invulgares acabam por ditar o fim da amizade.

Quando chegam à idade adulta, os dois têm vidas muito diferentes, mas um objetivo em comum: Laurence tornou-se um génio da engenharia e está envolvido na criação de uma máquina de viagens intergaláticas, para salvar os humanos do colapso do planeta; e Patricia, formada na academia secreta de magia, trabalha para reparar os eternos problemas da Terra e dos seus habitantes.

Inevitavelmente, os dois amigos voltam a reunir-se, graças a uma força maior do que eles: algo gigantesco e imperial que trará o Apocalipse.

E Patricia e Laurence nem imaginam que serão as suas escolhas a determinar o destino do planeta e de toda a Humanidade.

 

Opinião dela

Quando se pega neste livro, a primeira coisa em que se repara é a capa, afinal de contas é linda! Foi exatamente a capa que me chamou à atenção e fez com que lê-se a sinopse. Para meu espanto, fiquei ainda mais interessada, pois apesar de ser um romance, era um romance fantástico!

Pois bem, quando comecei a ler reparei que é um livro com bastantes prémios adquiridos, o que me espicaçou a curiosidade e elevou a expectativa. Porém, toda a expectativa começou a descer assim que comecei realmente a avançar pela história...

O livro está dividido em 4 partes, levando-nos a conhecer a história de Patrícia e de Laurence desde as suas infâncias, passando pela adolescência até à sua vida adulta. Da mesma forma que acompanhamos os seus crescimentos, também ficamos a par de todos os problemas em que são envolvidos, desde o bullying até à instabilidade familiar.

O enredo encontra-se cheio de ficção, desde máquinas do tempo, bruxas, catástrofes eminentes, um computador com quase vida própria, etc... Para mim o livro torna-se demasiado fantasiado (sim, eu sei que é de fantástico, mas não consigo não achar que há demasiada invenção!).

Para além desse aspeto negativo, também acho que: o livro é demasiado descritivo, perdendo-se muito tempo com as descrições de locais, ações, pensamentos, personagens entre outras informações; demasiado depressivo, uma vez que Patricia e Laurence enfrentem uma incompreensão por parte de toda a gente que os rodeia, desde colegas até aos próprios familiares, encontrando-se praticamente o livro todo rodeados de um ambiente de infelicidade, descontentamento e insegurança; muitas vezes é apresentada muita linguagem específica, como por exemplo quando descreve todas as partes científicas das experiências levadas a cabo por Laurence; e que, por vezes, são dados saltos temporais que no meu ponto de vista não deviam de ser dados, pois estão a ocorrer situações importantes, que acabam por ficar a meio sem sabermos bem o resultado.

Acrescento ainda que, existem algumas informações que nunca chegamos bem a entender o que são, como por exemplo o que é o Desvendar ou o Engrandecimento. Ou quando finalmente se tem a resposta, já estamos fartos de ler sobre o assunto, levando a que haja alguma confusão por parte do leitor.

Todos estes aspetos levaram a que eu achasse o livro muito maçador de ler e, apesar de só ter demorado um mês para o terminar, foi uma leitura custosa, já que evitei prosseguir com a história, apesar de ao mesmo tempo querer acabar rapidamente o livro, de forma a não ter de pegar mais nele. É uma pena!

Numa classificação de 1 a 5, sendo o 1 - detestei e o 5 - adorei, definitivamente que dou um 2 a este livro, mas um 2 assim a cair para o 1.

-J-