Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Debaixo Da Língua

Debaixo Da Língua

Mistério em Branco de J. Jefferson Farjeon

image

Sinopse

 

Em vésperas de Natal, um intenso nevão obriga um comboio a interromper viagem junto à pacata aldeia britânica de Hemmersby. Perante uma espera sem previsões de terminar, um grupo de passageiros decide sair para procurar refúgio e, atravessando o manto branco que teima em não amainar, depara-se por fim com uma casa escondida entre a folhagem. A porta está aberta e lá dentro a lareira brilha e o chá está posto na mesa, mas não se encontra vivalma. O que terá acontecido aos seus habitantes? O dia de Natal aproxima-se e, ainda sem anfitriões, o grupo de desconhecidos começa a explorar esta estranha casa. Mas entre eles há um assassino pronto a revelar-se.

 

Opinião dela

 

Este é um livro que, devido ao seu tamanho, à primeira vista nos faz pensar que o vamos ler num abrir e fechar de olhos. Para meu espanto demorei mais tempo a lê-lo do que supos inicialmente. Apesar de ser pequeno requer atenção tanto à linguagem como à história em si.

 

A história remete-nos para uma situação caricata nas véspera do natal, quando um grupo improvável encontra abrigo em uma casa. Na realidade a casa é extremamente estranha, o grupo é estranho e os próprios acontecimentos são estranhos, o que só adensa a nossa curiosidade para revelar o que está por detrás de tudo. O livro tem pontos altos e baixos sendo que há alturas em que achamos que nunca mais descobrimos o que se passa e outras alturas em que nos embrenhamos cada vez mais na história. É um pouco diferente dos policiais que estou habituada a ler mas foi uma agradável surpresa, sendo que, mesmo quando conseguimos fazer algumas descobertas, nunca é possivel desvendar tudo o que se passou.

 

Quem é apreciador de policiais pode ler e achar bastante diferente, mas penso que no final não vão desgostar de uma pequena mudança. É um livro com uma história a acontecer no natal e eu li-o nessa mesma época, o que ajudou a entrar no espírito!

-J-

O Medo de C. L. Taylor

Sinopse

Quando Ben, o novo namorado de Louise, a tenta levar numa viagem-surpresa a França, ela entra em pânico, sai do carro e foge. Ben não entende. Não pode entender, porque não sabe o que aconteceu a Louise da última vez que um namorado a levou pelo canal da Mancha. Ela tinha 14 anos. Mike tinha 31. E o que aconteceu deixou marcas em Louise para sempre. 

Hoje com 32 anos, Louise nunca conseguiu ter uma relação estável. Guarda o seu segredo inconfessável dentro do peito e, por isso, ninguém a conhece verdadeiramente. Depois do que aconteceu com Ben, decide fugir do mundo e isolar-se. Abandona Londres, deixa os amigos e começa a procurar um novo emprego perto da casa onde cresceu, que agora lhe pertence.

Ao instalar-se, descobre que Mike, agora com 49 anos, ainda vive e trabalha na vila. Quando o vê a beijar uma rapariga de 13 anos, Louise decide que já chega.

Está na altura de Mike sentir o medo com que Lou vive desde aquela viagem.

 

Opinião Dela

"O Medo" é o terceiro livro da autora C. L. Taylor e, tal como nos livros anteriores, a história é envolvente, cheia de adrenalina e aliciante! Desta vez somos confrontados com os medos mais profundos de Louise. Algo de terrível aconteceu quando era mais nova, algo que mudou para sempre a sua vida e o seu futuro. Quando decidiu retornar à sua casa de infância, Lou nunca imaginou o que estaria prestes a acontecer, nem lhe passava pela mente todos os sentimentos que iriam despertar novamente. Para evitar que Mike destrua a vida de Chloe, Lou é capaz de ir até aos seus limites mais obscuros, mas será que o desenrolar dos acontecimentos provocados pelas suas ações e escolhas levarão ao que Lou realmente deseja?

 

O livro, como de costume, apresenta capítulos que são divididos pelas três personagens femininas: Louise, Chloe e Wendy. Cada uma conta a sua parte da história de forma a que tudo se complete no final. Mesmo nos capítulos de Louise é descrito o seu passado como se a personagem estivesse a vivenciar flashbacks.

Tal como o a autora nos habituou, não conseguimos parar de ler até chegar ao final, uma vez que se torna viciante acompanhar todo o enredo. As personagens são bem pensadas e caraterizadas e a história faz-nos descobrir um lado que talvez não seja muito falado: como um predador sexual pensa e atua, de forma a escolher e conseguir manipular os seus alvos. Ficamos ainda a conhecer todas as marcas que este deixa nas suas vítimas e em como esta experiência pode afetar a vida de uma pessoas para sempre.

 

Posso dizer que entre os três livros escritos pela autora, este é o meu segundo favorito, o que não quer dizer que seja melhor ou pior que os restantes, simplesmente cada livro aborda um tema diferente e eu gostei mais do "Em Fuga"! Recomendo a leitura, até porque estamos habituados a experienciar este tipo de história em livros policiais, o que não é o caso, uma vez que o livro é mais thriller.

-J-