Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Debaixo Da Língua

Debaixo Da Língua

A Banana Dele de Penelope Bloom

A banana dele.jpeg

 

 
Sinopse
 

O meu novo chefe adora impor regras. E há uma que ninguém se atreve a quebrar: nunca tocar na banana dele. A sério. O tipo é viciado em bananas. E eu, claro, fui logo tocar na dele. Pior, pu-la na boca. Mastiguei... e até engoli. E foi nesse momento que ele apareceu. E, acreditem em mim, foi mau. Muito mau! Mas deixem-me começar pelo início…

Antes de tocar na banana de um bilionário, eu tinha acabado de conseguir o meu primeiro trabalho a sério como jornalista. Nada das tretas do costume. Nada de entrevistas a lixeiros sobre as suas rotas preferidas, ou artigos sobre a importância de apanhar caca de cão nos jardins. Já dei para esse peditório.

Esta era a minha grande oportunidade. Podia provar ao mundo que não era uma trapalhona. A missão: infiltrar-me na Galleon Enterprises para investigar as suspeitas de corrupção.
Já estão a ouvir a banda sonora do James Bond a tocar, não estão?
Eu ia ser um sucesso. Só tinha de conseguir o lugar de estagiária e não dar cabo da entrevista com Bruce Chamberson.

Agora avancem até ao momento imediatamente antes da entrevista. Sim, eu sou aquela ali de banana na mão. Uma banana com o nome dele escrito a marcador preto. É aí que ele entra e me apanha em flagrante de fruta na mão. Pouco depois, contrata-me.

Pois, eu sei. Também a mim me pareceu estranho…

 
Opinião Dela
 
Descobri este livro por acaso, uma vez que andava a dar uma vista de olhos aos livros presentes na loja (é mais forte que nós, certo? Não dá para aguentar passar por eles sem ir espreitar quais queremos adicionar à coleção!) e na realidade a capa captou a minha atenção porque está simples mas atraente. Por curiosidade, ainda por cima depois de reparar no título tão provocador, decidi ler a sinopse e na hora vi que o livro ia ser comprado! Ri-me tanto com a sinopse que nem tive hipótese de o deixar passar ao lado.
 
O livro não é muito grande e na verdade também acaba por não ter nenhum conteúdo denso, mas é leve, engraçado e descontraído, provocou-me bastantes gargalhadas e apenas demorei 2 dias a terminar de o ler... vá também estava de férias, o dia todo na praia sem poder ir à água, ainda por cima... acaba por estar encontrado o cenário perfeito para rapidamente chegar ao fim.
 
E não se deixem enganar pelo título do livro... há tantos trocadilhos pelo meio do livro como era de esperar e alguns são bem provocadores! A banana dele é um romance e a história principal baseia-se exatamente nisso, tal como era de prever. Aliás todo o livro é bastante previsível, o típico romance para nos fazer sonhar com um Romance quase impossível que acontece de uma forma bem descarada mas que na vida real nunca iria ser tão bem vista como é no livro.
 
Em suma, é muito divertido, consegue provocar-nos umas boas gargalhadas, é de leitura muito rápida e simples, por outro lado é um verdadeiro clichê, super previsível e que não acrescenta nada de novo ou diferente dos restantes romances. Simplesmente é mais rápido a desenvolver o enredo e vai deixar a vossa mente bem perversa!
 
-J-

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.