Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Debaixo Da Língua

Debaixo Da Língua

À Morte Ninguém Escapa de M. J. Alridge

350x.jpg

Sinopse

O corpo de um homem é encontrado numa casa vazia.

O seu coração foi arrancado e entregue à família.

A detetive Helen Grace sabe que esta não será a última vítima de um assassino em série. Os media chamam-lhe Jack, o Estripador, mas ao contrário: este mata homens de família que vivem vidas duplas e enganam as suas mulheres.

Helen consegue pressentir a fúria por detrás de cada assassínio. Mas o que ela nunca conseguirá prever é quão volátil na realidade este assassino é. Nem o que a aguarda no final desta caça ao homem.

 

Opinião dele

 

Após a leitura de Um-Dó-Li-Tá impregnei na leitura do segundo capítulo desta saga.

Neste livro, “À morte ninguém escapa”, temos uma caça intensiva e massiva ao “estripador”, este mata homens de família que enganam as mulheres, levando Helen Grace a pensar que se trata de um vingador/justiceiro.

Este livro conseguiu-me surpreender pela positiva porque para além dos capítulos pequenos, que adoro, Helen Grace revela os seus maiores medo e caem-lhe os “esqueletos que esconde no armário”.

M. J. Arlidge tem uma história bem pensada, bem narrada e muito bem fundamentada. Tiro o chapéu para este autor, conseguiu-me prender a uma saga policial. Parabéns!

O final deste livro é surreal, adorei ler todas as palavras. Talvez seja dos melhores finais que li até hoje. Simplesmente surpreendente.

À morte ninguém escapa é bastante superior ao primeiro livro da saga, leiam-no, vão-se surpreender pela positiva.

Será Helen Grace uma profissional competente?

-L-