Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Debaixo Da Língua

Debaixo Da Língua

Os Pássaros no Fim o Mundo de Charlie Jane Anders

9789898869319.jpg

 

Sinopse

Patricia e Laurence tornaram-se amigos quando o resto da escola decidiu marginalizá-los: Laurence, por ser um geek dos computadores, e Patricia, por ser uma suposta bruxa que fala com animais. Mas a interferência das famílias e a ocorrência de circunstâncias muito invulgares acabam por ditar o fim da amizade.

Quando chegam à idade adulta, os dois têm vidas muito diferentes, mas um objetivo em comum: Laurence tornou-se um génio da engenharia e está envolvido na criação de uma máquina de viagens intergaláticas, para salvar os humanos do colapso do planeta; e Patricia, formada na academia secreta de magia, trabalha para reparar os eternos problemas da Terra e dos seus habitantes.

Inevitavelmente, os dois amigos voltam a reunir-se, graças a uma força maior do que eles: algo gigantesco e imperial que trará o Apocalipse.

E Patricia e Laurence nem imaginam que serão as suas escolhas a determinar o destino do planeta e de toda a Humanidade.

 

Opinião dela

Quando se pega neste livro, a primeira coisa em que se repara é a capa, afinal de contas é linda! Foi exatamente a capa que me chamou à atenção e fez com que lê-se a sinopse. Para meu espanto, fiquei ainda mais interessada, pois apesar de ser um romance, era um romance fantástico!

Pois bem, quando comecei a ler reparei que é um livro com bastantes prémios adquiridos, o que me espicaçou a curiosidade e elevou a expectativa. Porém, toda a expectativa começou a descer assim que comecei realmente a avançar pela história...

O livro está dividido em 4 partes, levando-nos a conhecer a história de Patrícia e de Laurence desde as suas infâncias, passando pela adolescência até à sua vida adulta. Da mesma forma que acompanhamos os seus crescimentos, também ficamos a par de todos os problemas em que são envolvidos, desde o bullying até à instabilidade familiar.

O enredo encontra-se cheio de ficção, desde máquinas do tempo, bruxas, catástrofes eminentes, um computador com quase vida própria, etc... Para mim o livro torna-se demasiado fantasiado (sim, eu sei que é de fantástico, mas não consigo não achar que há demasiada invenção!).

Para além desse aspeto negativo, também acho que: o livro é demasiado descritivo, perdendo-se muito tempo com as descrições de locais, ações, pensamentos, personagens entre outras informações; demasiado depressivo, uma vez que Patricia e Laurence enfrentem uma incompreensão por parte de toda a gente que os rodeia, desde colegas até aos próprios familiares, encontrando-se praticamente o livro todo rodeados de um ambiente de infelicidade, descontentamento e insegurança; muitas vezes é apresentada muita linguagem específica, como por exemplo quando descreve todas as partes científicas das experiências levadas a cabo por Laurence; e que, por vezes, são dados saltos temporais que no meu ponto de vista não deviam de ser dados, pois estão a ocorrer situações importantes, que acabam por ficar a meio sem sabermos bem o resultado.

Acrescento ainda que, existem algumas informações que nunca chegamos bem a entender o que são, como por exemplo o que é o Desvendar ou o Engrandecimento. Ou quando finalmente se tem a resposta, já estamos fartos de ler sobre o assunto, levando a que haja alguma confusão por parte do leitor.

Todos estes aspetos levaram a que eu achasse o livro muito maçador de ler e, apesar de só ter demorado um mês para o terminar, foi uma leitura custosa, já que evitei prosseguir com a história, apesar de ao mesmo tempo querer acabar rapidamente o livro, de forma a não ter de pegar mais nele. É uma pena!

Numa classificação de 1 a 5, sendo o 1 - detestei e o 5 - adorei, definitivamente que dou um 2 a este livro, mas um 2 assim a cair para o 1.

-J-